segunda-feira, outubro 09, 2017

Prêmio Nobel de Literatura

Desde de 1901 é atribuído pela Academia Suíça o Prêmio Nobel de Literatura.

Confira todos os ganhadores.

Post original publicado no El País

Todos os detalhes em : Nobel Prize Oficial Nobel Prize

1901. Sully Prudhomme (França).
1902. Theodor Mommsen (Alemanha).
1903. Bjørnstjerne Bjørnson (Noruega).
1904. Frédéric Mistral (França) e José Echegaray (Espanha).
1905. Henryk Sienkiewicz (Polônia).
1906. Giosuè Carducci (Itália).
1907. Rudyard Kipling (Reino Unido).
1908. Rudolf Christoph Eucken (Alemanha).
1909. Selma Lagerlöf (Suécia).
1910. Paul von Heyse (Alemanha).
1911. Maurice Maeterlinck (Bélgica).
1912. Gerhart Hauptmann (Alemanha).
1913. Rabindranath Tagore (Índia).
1914. Não houve premiação.
1915. Romain Rolland (França)
1916. Verner von Heidenstam (Suécia).
1917. Karl Adolph Gjellerup (Dinamarca) e Henrik Pontoppidan (Dinamarca).
1918. Não houve premiação.
1919. Carl Spitteler (Suíça).
1920. Knut Hamsun (Noruega).
1921. Anatole France (França).
1922. Jacinto Benavente (Espanha).
1923. William Butler Yeats (Irlanda).
1924. Władysław Reymont (Polônia).
1925. George Bernard Shaw (Irlanda).
1926. Grazia Deledda (Itália)
1927. Henri Bergson (França).
1928. Sigrid Undset (Noruega).
1929. Thomas Mann (Alemanha).
1930. Sinclair Lewis (Estados Unidos).
1931. Erik Axel Karlfeldt (Suécia).
1932. John Galsworthy (Reino Unido)
1933. Ivan Bunin (nascido na Rússia, residente na França).
1934. Luigi Pirandello (Itália).
1935. Não houve premiação.
1936. Eugene Ou'Neill (Estados Unidos).
1937. Roger Martin du Gard (França).
1938. Pearl Séc. Buck (Estados Unidos)
1939. Frans Eemil Sillanpää (Finlândia).
1940. Não houve premiação.
1941. Não houve premiação.
1942. Não houve premiação.
1943. Não houve premiação.
1944. Johannes Vilhelm Jensen (Dinamarca).
1945. Gabriela Mistral (Chile).
1946. Hermann Hesse (nascido na Alemanha, residente na Suíça).
1947. André Gide (França).
1948. T. S. Eliot (nascido nos Estados Unidos, residente no Reino Unido).
1949. William Faulkner (Estados Unidos).
1950. Bertrand Russell (Reino Unido).
1951. Pär Lagerkvist (Suécia).
1952. François Mauriac (França).
1953. Winston Churchill (Reino Unido).
1954. Ernest Hemingway (Estados Unidos).
1955. Halldór Kiljan Laxness (Islândia).
1956. Juan Ramón Jiménez (Espanha).
1957. Albert Camus (França).
1958. Boris Leonidovich Pasternak (União Soviética).
1959. Salvatore Quasimodo (Itália).
1960. Saint-John Perse (França).
1961. Ivo Andrić (Nascido na Áustria, residente na Iugoslávia).
1962. John Steinbeck (Estados Unidos).
1963. Giorgos Seferis (Grécia).
1964. Jean-Paul Sartre (França).
1965. Mikhail Sholokhov (União Soviética).
1966. Shmuel Yosef Agnon (nascido na Áustria e residente em Israel) e Nelly Sachs (nascida na Alemanha e residente na Suécia).
1967. Miguel Ángel Astúrias (Guatemala).
1968. Yasunari Kawabata (Japão).
1969. Samuel Beckett (Irlanda).
1970. Aleksandr Isayevich Solzhenitsyn (União Soviética).
1971. Pablo Neruda (Chile).
1972. Heinrich Böll (Alemanha).
1973. Patrick White (nascido no Reino Unido, residente na Austrália).
1974. Eyvind Johnson (Suécia) e Harry Martinson (Suécia).
1975. Eugenio Montale (Itália).
1976. Saul Bellow (Nascido no Canadá, residente nos Estados Unidos).
1977. Vicente Aleixandre (Espanha).
1978. Isaac Bashevis Singer (nascido na Rússia, residente nos Estados Unidos).
1979. Odysseas Elytis (Grécia).
1980. Czesław Meułosz (nascido na Polônia, residente nos Estados Unidos).
1981. Elias Canetti (Bulgária).
1982. Gabriel García Márquez (Colômbia).
1983. William Golding (Reino Unido).
1984. Jaroslav Seifert (nascido na Áustria, residente na Checoslováquia).
1985. Claude Simon (França).
1986. Wole Soyinka (Nigéria).
1987. Joseph Brodsky (nascido na União Soviética, residente nos Estados Unidos).
1988. Naguib Mahfouz (Egito).
1989. Camilo José Zela (Espanha).
1990. Octavio Paz (México).
1991. Nadine Gordimer (África do Sul).
1992. Derek Walcott (Santa Luzia).
1993. Toni Morrison (Estados Unidos).
1994. Kenzaburō Ōe (Japão).
1995. Seamus Heaney (Irlanda).
1996. Wisława Szymborska (Polônia).
1997. Dario Fo (Itália).
1998. José Saramago (Portugal).
1999. Günter Grass (Alemanha).
2000. Gao Xingjian (nascido na China, residente na França).
2001. V. Séc. Naipaul (nascido em Trinidad e Tobago, residente no Reino Unido).
2002. Imre Kertész (Hungria).
2003. J. M. Coetzee (África do Sul).
2004. Elfriede Jelinek (Áustria).
2005. Harold Pinter (Reino Unido).
2006. Orhan Pamuk (Turquia).
2007. Doris Lessing (Reino Unido).
2008. Jean-Marie Gustave Lhe Clézio (França).
2009. Herta Müller (Alemanha).
2010. Mario Vargas Llosa (Peru).
2011. Tomadas Tranströmer (Suécia).
2012. Mo Yan (China).
2013. Alice Munro (Canadá).
2014. Patrick Modiano (França).
2015. Svetlana Aleixievich (Bielorrússia).
2016. Bob Dylan (Estados Unidos).
2017. Kazuo Ishiguro (Reino Unido).

quinta-feira, setembro 28, 2017

Os livros de FC mais vendidos em setembro pela Locus Magazine

A Locus Magazine atualizou a lista dos livros de Ficção Científica mais vendidos em setembro de 2017. Vamos conferir?

O link direto é:

http://www.locusmag.com/Magazine/2017/09/locus-bestsellers-september-2017/

HARDCOVERSMonths
on list
Last
month
1)Beren and Lúthien, J. R.R. Tolkien (Houghton Mifflin Harcourt)1
2)The Rise and Fall of D. O. D. O., Neal Stephenson & Nicole Galland (HarperCollins/Morrow)1
3)Assassin’s Fate, Robin Hobb (Ballantine Del Rey)22
4)Walkaway, Cory Doctorow (Tor)31
5)The Collapsing Empire, John Scalzi (Tor)44
6)The Black Elfstone, Terry Brooks (Del Rey)1
7)A Peace Divided, Tanya Huff (DAW)1
8)New York 2140, Kim Stanley Robinson (Orbit)45
9)The Kill Society, Richard Kadrey (Harper Voyager)1
10)Destroyermen: Devil’s Due, Taylor Anderson (Ace)1
 PAPERBACKS
1)American Gods: The Tenth Anniversary Edition, Neil Gaiman (Harpercollins/Morrow)291
2)The Dark Tower I:The Gunslinger, Stephen King (Plume)52
3)The Name of the Wind, Patrick Rothfuss (DAW)454
4)Arabella of Mars, David D. Levine (Tor)1
5)A Study in Sable, Mercedes Lackey (DAW)1
6)Injection Burn, Jason M. Hough (Del Rey)1
7)Alexander Outland: Space Pirate, G. J. Koch (Night Shade Books)1
8)White Hot, Ilona Andrews (HarperCollins/Avon)1
9)Nineteen Eighty-Four, George Orwell (Signet)29
10)Black Tide Rising, John Ringo & eds. Gary Poole (Baen)1
*)Dune, Frank Herbert (Ace)138
*)Good Omens, Neil Gaiman & Terry Pratchett (HarperTorch)8
 TRADE PAPERBACKS
1)Children of Earth and Sky, Guy Gavriel Kay (Berkley)21
2)Fahrenheit 451, Ray Bradbury (Simon & Schuster)404
3)The Girl With All the Gifts, M. R. Carey (Orbit)6
4)Ninefox Gambit, Yoon Ha Lee (Solaris)2
5)The Three-Body Problem, Cixin Liu (Tor)149
6)American Gods: The Tenth Anniversary Edition, Neil Gaiman (William Morrow)32
7)A Darker Shade of Magic, V. E. Schwab (Tor)94
8)Too Like the Lightning, Ada Palmer (Tor)1
9)Library of Souls, Ransom Riggs (Quirk Books)1
10)Raven Stratagem, Yoon Ha Lee (Solaris)1
 MEDIA & GAMING RELATED
1)Star Trek: The Next Generation: Hearts and Minds, Dayton Ward (Pocket)1
2)Star Wars: Thrawn, Timothy Zahn (Del Rey)31
3)Wonder Woman, Nancy Holder (Titan)1
4)Star Wars: Darth Plagueis, James Luceno (LucasBooks)7
5)Star Wars: Catalyst: A Rogue One Novel, James Luceno (Del Rey)52

segunda-feira, fevereiro 20, 2017

segunda-feira, janeiro 30, 2017

O ritmo e o estilo de escritores

Esse gráfico demonstra o ritmo e o estilo de diferentes escritores brasileiros.
Vale à pena conferir!!!
Basta clicar:
Nexo Jornal

A Hora da Estrela (1977)

até 2 palavras

até 5

até 10

até 15

até 20

+ 20
Tudo isso, sim, a história é história. Mas sabendo antes para nunca esquecer que a palavra é fruto da palavra. A palavra tem que se parecer com a palavra. Atingi-la é o meu primeiro dever para comigo. E a palavra não pode ser enfeitada e artisticamente vã, tem que ser apenas ela. Bem, é verdade que também queria alcançar uma sensação fina e que esse finíssimo não se quebrasse em linha perpétua. Ao mesmo tempo que quero também alcançar o trombone mais grosso e baixo, grave e terra, tão a troco de nada que por nervosismo de escrever eu tivesse um acesso incontrolável de risovindo do peito.E quero aceitar minha liberdade sem pensar o que muito acham: que existir é coisa de doido, caso de loucura. Porque parece. Existir não é lógico.


segunda-feira, dezembro 19, 2016

Indicação de Leitura: Caça Fantasmas Brasileiros

Você é curioso? Cético? Bem, isso realmente não importa!
A minha indicação de leitura é o novo livro de Rosa Maria Jaques e João Tocchetto com o sugestivo título: Caça Fantasmas Brasileiros da Editora Planeta.
Mesmo sendo meio desligado, você já deve ter ouvido falar neles! Se ainda não ouviu, é bom se atualizar...porque eles estão desenvolvendo um trabalho excepcional nessa área.
Ainda não está convencido? Então, vou dar um exemplo prático: no currículo, eles contam com mais de setecentos casos que envolvem fantasmas e atividades paranormais, os quais foram investigados e documentados com seriedade e profissionalismo. 
Você pode ter acesso à todos os casos no canal do Youtube, é só clicar:

Caça Fantasmas Brasil Visão Paranormal

No livro: Caça Fantasmas Brasileiros, o casal de investigadores paranormais relata com exclusividade mais detalhes sobre trinta e seis casos investigados.
Vale à pena conferir e conhecer mais a fundo o trabalho intrigante de Rosa Maria Jaques e João Toccheto.  


Editora Planeta
2016
Páginas: 224


Resenhas de livros de Ficção Científica Brasileira

Gosta de FCB?
Então, você não pode perder as preciosas resenhas no blogue do amigo Luiz Brás.
Somente resenhas do quê mais interessa: livros de Ficção Científica.
Imperdível!!!!
Para conhecer basta clicar:

Ficção Científica Brasileira